A Verdade por trás do Google
Biografia , Filosofia , Teoria e Crítica / 28 de dezembro de 2017

Quais são as verdadeiras intenções do Google? E o que ele pretende fazer com todas as informações que possui a respeito das pessoas? Com essas perguntas em mente, o autor tenta descobrir o que há por trás da empresa. A partir de documentos e entrevistas com pessoas do setor e com ex-funcionários, ele analisa as práticas da empresa, sua expansão e sua relação com algumas concorrentes.

Sonderkommando
Biografia , Contos , Historia / 27 de dezembro de 2017

Sonderkommando – Nascido em uma família pobre da comunidade judaica italiana de Salônica, desde criança Venezia desenvolveu táticas de sobrevivência e solidariedade familiar que lhe seriam úteis nos anos que se seguiram. Aos 21 anos, foi deportado pelos nazistas para o campo de concentração Auschwitz-Birkenau e incorporado a uma equipe encarregada de esvaziar as câmaras de gás e cremar os corpos das vítimas. Venezia também participou de uma dramática, porém mal-sucedida, revolta de prisioneiros. Após alguns meses de serviço, normalmente as equipes também eram eliminadas. Por sorte, Venezia fez parte de uma das últimas equipes, e foi libertado em Ebensee pelos americanos, no ano de 1945. Neste livro, Venezia relata sua história.

Cenas da Vida na Aldeia
Contos , Destaques , Filosofia / 27 de dezembro de 2017

Na juventude, o escritor israelense Amós Oz viveu em um kibutz – uma fazenda coletiva. Hoje, ele mora em Arad, pequena cidade do Deserto de Negev. A experiência da vida em localidades pequenas e isoladas transparece nesta coletânea – sete dos oito contos têm lugar em uma aldeia fictícia, Tel Ilan. Não é uma visão compassiva: são contos muitas vezes amargos, com personagens que buscam a aldeia não pela suposta vida simples do interior, mas para se refugiar de vilezas e mesquinharias do passado. Um dos maiores escritores de seu país, Oz, de 70 anos, é conhecido como uma personalidade atuante – e uma voz moderada – no conturbado cenário político de Israel. Mas se irrita com os críticos que tentam ler alegorias políticas em seus contos: “A ação do livro transcorre em Israel, mas ele não trata da condição israelense, e sim da condição humana”, disse em entrevista ao jornal Haaretz.

Para Ler Como um Escritor
Destaques , Teoria e Crítica / 26 de dezembro de 2017

É possível ensinar a um escritor o seu ofício? A questão é polêmica, especialmente quando proliferam cursos de graduação e de extensão com essa proposta. Escritora e crítica literária, Francine Prose defende que sim, há muito o que aprender com os mestres. Virginia Woolf, Jane Austen, Nabokov, Philip Roth e Flaubert são alguns dos autores a quem dedica uma leitura atenta e cuidadosa, em busca do segredo do “escrever bem”. De cada um, extrai valiosas lições. Uma obra indispensável para escritores iniciantes e leitores inveterados!

Asas da Loucura
Biografia , Historia / 26 de dezembro de 2017

Asas da Loucura – “Santos-Dumont era um homem como poucos. O inesquecível livro de Hoffman conta, com compaixão e empatia, o lado humano de sua história.” The new York Times.

A Revolução dos Bichos
Clássicos , Política , Teoria e Crítica / 22 de dezembro de 2017

Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A revolução dos bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto. Depois das profundas transformações políticas que mudaram a fisionomia do planeta nas últimas décadas, a pequena obra-prima de Orwell pode ser vista sem o viés ideológico reducionista. Mais de sessenta anos depois de escrita, ela mantém o viço e o brilho de uma alegoria perene sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão dos…

A Busca de Carlos Magno
Aventura , Destaques , Ficção , Historia / 21 de dezembro de 2017

Tendo perdido o pai quando criança, durante um exercício de guerra no Atlântico Norte, o ex-agente Cotton Malone decide investigar o que realmente aconteceu. Acaba descobrindo que seu pai estava, na verdade, em um submarino nuclear secreto em missão confidencial. Juntam-se a Malone as gêmeas Dorothea e Christl, também à procura do pai, morto na mesma embarcação. Na busca, ele descobre diários cifrados por um historiador que podem revelar um segredo de consequências aterradoras para a humanidade.

O Sanatório
Ficção , Psicologia , Psiquiatria / 20 de dezembro de 2017

“O Sanatório” é uma história fictícia inspirada em fatos reais sobre o horror que ocorreu entre 1926 e 1961 no Sanatório de Waverly Hills, em Louisville, Kentucky. Os Estados Unidos passavam por uma grave epidemia de tuberculose, doença também conhecida popularmente como “Peste Branca”, na década de 1910. Waverly Hills foi construído para atender às vítimas da doença, mas, abrigando três vezes mais pacientes do que o limite permitido, um hospital maior foi construído ao lado, ficando pronto em 1926, com mais de 400 leitos disponíveis para suprir as vítimas da doença na época. Sem cura, o tratamento contra a tuberculose consistia em longos banhos de sol e muito repouso para os pacientes, o que era pouco efetivo. Estima-se que mais de 63.000 pessoas morreram em Waverly Hills ao longo dos seus 35 anos de funcionamento, sendo que somente 11.000 mortes foram comprovadas até hoje. O livro mistura ficção, lendas a respeito do local e histórias reais do Sanatório de Waverly Hills, hoje conhecido como um dos 10 lugares mais assustadores do mundo. A história é sobre Julie, uma ingênua enfermeira que vai trabalhar no Sanatório no outono de 1931. Ela presencia mistérios assustadores que assombram Waverly Hills e luta…

A Verdadeira História do Alfabeto
Educação , Pedagogia / 20 de dezembro de 2017

Caso se mantivesse a classificação usual dos gêneros literários, este livro de Noemi Jaffe seria uma coletânea de pequenos contos híbridos entre a prosa e a poesia. Entretanto, a crítica mais conservadora certamente encontrará dificuldades para categorizar estes 52 instantâneos da linguagem constelados entre a ficção e a história, a verdade e a imaginação. Tendo como ponto de partida uma genealogia ficcional das letras do alfabeto e de algumas palavras da língua portuguesa, A verdadeira história do alfabeto é um apaixonante itinerário que vai de A a Z, de Aardvark a Zearalenona. Entre as numerosas alusões que transparecem dos verbetes que compõem este volume, Jorge Luis Borges e as narrativas bíblicas são pontos de referência inescapáveis. Do mesmo modo, autores como Guimarães Rosa e Vladimir Nabokov dialogam com a mitologia indígena e os sonetos de Luís de Camões. Inserindo-se numa tradição que inclui Giovanni Battista Piranesi, Italo Calvino, Alberto Manguel e outros inventores de lugares imaginários, a autora de Quando nada está acontecendo constrói neste livro um antológico mosaico de ficções. Indiferente às limitações das enciclopédias, dicionários e manuais de retórica, e amparada por numerosos idiomas, sejam eles reais ou inventados, Noemi Jaffe revela as metamorfoses de que a língua…

Um Dia de Cólera
Aventura , Destaques , Historia , Política , Suspense / 19 de dezembro de 2017

As vinte e quatro horas que mudaram o destino de Espanha, Heróis e cobardes, vítimas e verdugos, uma imensidão de nomes que a História apagou ou apenas reteve em listas de mortos e feridos ou relatórios militares. Todos esses homens e mulheres são autênticos e revivem nestas páginas o dia em que os seus gestos mudaram para sempre o destino de uma nação. A 2 de Maio de 1808, Madrid foi cenário de uma revolução espontânea. O ressentimento gerado pela presença francesa intensificou-se e a população reagiu por fim aos abusos de que era alvo. É a essa população que Pérez-Reverte dá voz em Um Dia de Cólera. Um livro que não é ficção. Que não é um documento histórico. É, sim, uma história coletiva feita de pequenos e obscuros casos individuais. Uma história feita de luz e sombra. De pessoas que nada têm a perder e cuja união gera a cólera de que se fez uma revolução.

Compartilhe nosso site na sua Rede Social

Deixe seus amigos leitores saberem do nosso site.
close-link