1499: O Brasil antes de Cabral
Historia , Pré-História / 9 de Janeiro de 2018

Se você acha que a pré-história brasileira não passou de um interminável marasmo, povoado por pequenas tribos de índios nus que viviam em ocas rudimentares e assavam lambaris no espeto para o jantar, está na hora de ler este livro. Um conjunto impressionante de novos estudos arqueológicos tem revelado que o Brasil anterior à chegada de Cabral, longe de ser um vazio primitivo, tinha populações densas, tradições artísticas vibrantes e “superaldeias” que mais pareciam cidades em plena Amazônia. Nestas páginas, você vai acompanhar toda a saga dos primeiros povoadores deste pedaço da América do Sul, da chegada a um continente então dominado por dentes-de-sabre e tatus gigantes ao surgimento de sociedades complexas e construtoras de grandes monumentos. Saiba como uma mulher das cavernas azarada, caciques com mania de grandeza e conquistadores canibais estão revolucionando o que sabemos sobre o Brasil antes de Cabral Esqueça a velha ideia de que, antes da chegada dos portugueses, o Brasil não passava de uma vasta extensão de mato povoada por um punhado de índios. A saga pré-histórica do país, que está sendo desenterrada por uma nova leva de estudos arqueológicos, inclui metrópoles “perdidas” em plena Amazônia, redes de comércio vibrantes, grandes monumentos e tradições…

O Brasil Antes dos Brasileiros
Arqueologia , Historia , Pré-História / 15 de dezembro de 2017

“O crescente interesse pela arqueologia brasileira contrasta com o número reduzido de títulos sobre o assunto disponível nas livrarias. O Brasil antes dos brasileiros, escrito por um dos maiores especialistas da área, representa uma importante contribuição para a modificar esse quadro. André Prous nos apresenta neste livro um panorama atualizado e sintético do estado-da-arte do conhecimento arqueológico sobre o Brasil pré-colonial. Em linguagem clara e compreensível para os não-iniciados, analisa nosso acervo arqueológico em toda a sua diversidade e desfaz a falsa impressão – bastante difundida – de uma realidade homogênea. A partir do estudo de vestígios materiais, Prous discute o povoamento inicial e os processos de colonização do território, o desenvolvimento do manejo da natureza e as variadas estratégias de sobrevivência das populações ameríndias, bem como seus modos de coexistência. A leitura deste livro, acima de tudo, faz com que nos libertemos dos estereótipos a respeito do nosso passado e da visão etnocêntrica que trata o “novo” continente “descoberto” pelos europeus no final do século XV a partir de uma perspectiva evolucionista. Sua publicação na Nova Biblioteca de Ciências Sociais certamente contribuirá para que a arqueologia brasileira seja mais bem conhecida por novas gerações de estudantes e interessados na…

Compartilhe nosso site na sua Rede Social

Deixe seus amigos leitores saberem do nosso site.
close-link